Principal A Rádio Notícias Programação Enquetes Contato
Notícias

24/04/2015 - Caibaté muda rotina para combater maior surto de dengue do RS

Difícil encontrar um morador de Caibaté que não conheça alguém que tenha contraído dengue nos últimos dois meses. O município de apenas cinco mil habitantes, distante 58 quilômetros de Santo Ângelo, é o recordista de casos neste ano no Rio Grande do Sul, com 176 confirmações. Para muitos caibateenses, o número seria ainda maior se todos que apresentaram os sintomas tivessem procurado atendimento.

Difícil encontrar um morador de Caibaté que não conheça alguém que tenha contraído dengue nos últimos dois meses. O município de apenas cinco mil habitantes, distante 58 quilômetros de Santo Ângelo, é o recordista de casos neste ano no Rio Grande do Sul, com 176 confirmações. Para muitos caibateenses, o número seria ainda maior se todos que apresentaram os sintomas tivessem procurado atendimento.

Santo Ângelo já tem 35 casos de dengue confirmados em 2015
Giruá está livre da dengue há oito anos

— A maioria das pessoas que conheço se queixou de dores fortes no corpo ou febre alta nas últimas semanas, mas se tratou em casa, pois sabia que o hospital da cidade estava cheio — diz Rafael de Oliveira, 23 anos, que teve dengue no início de março.

Na casa dele, o Aedes aegypti causou a internação também mais a mãe, Ilce Teresinha, e o irmão mais novo, de oito anos. A mãe passou quatro dias no hospital.

— Tinha vezes que doía tanto que achei que não fosse aguentar. Olhava para os lados e via o hospital cheio, com filas de gente esperando um leito. Nunca vi nada parecido — lembra Ilce.

Nas últimas semanas, pais foram chamados a creches e escolas para assistir a palestras sobre riscos e prevenção da dengue. Parte das lanchonetes e dos mercados fecham em alguns turnos porque funcionários ficaram doentes e não podem trabalhar. Os dois postos de saúde da cidade passaram a abrir à noite para dar conta de todo o trabalho. Nos restaurantes e nas varandas das casas, a conversa é sobre quem se infectou nos últimos dias e onde foram encontradas larvas do mosquito.

Caminhadas suspensas

As caminhadas de final da tarde de Tainara Willers, 22, com o filho de um ano pela praça da matriz de Caibaté foram suspensas. Agora, ela vai direto do trabalho para casa, e não deixa de passar repelente nela e na criança.

Tainara — em coro com boa parte dos moradores — reclama que os casos da doença precisaram chegar às dezenas para que as autoridades sanitárias tomassem providência. O aposentado Ramón Pires da Silva, que tem dois vizinhos de porta infectados, disse que até março não havia recebido um técnico da Secretaria Municipal da Saúde sequer.

Link: Clique aqui

Últimas notícias

21/11/2017 | Rio Grande do Sul registra queda de granizo nesta terça-feira
21/11/2017 | Passageiro morre após caminhão tombar em barranco na RS-400, em Candelária
21/11/2017 | Presidente da Assembleia considera inaceitável Cpers bloquear acessos ao Legislativo
21/10/2015 | Granizo causa estragos no Rio Grande do Sul
08/10/2015 | Decisão do TCU aumenta pressão pelo impeachment de Dilma
Radio Educadora - 1400 AM